skip to Main Content

Indústria 4.0 no setor moveleiro: como ocorre na prática?

Também conhecida como a quarta revolução industrial, a Indústria 4.0 tem como norte a implementação de processos automatizados que melhoram o desempenho de toda cadeia produtiva. Em um universo cada vez mais competitivo, permanecer atualizado com as tendências de tecnologia do mercado deixou de ser um diferencial e passou a ser uma questão de sobrevivência. Com isso, a Indústria 4.0 no setor moveleiro tem se tornado um termo cada vez mais recorrente. 

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a Indústria 4.0 é um conceito que pode ser aplicável nos mais diferentes tipos de indústrias do setor de cadeia e móveis, sejam elas seriadas, planejadas e até mesmo em negócios focados em móveis sob medida. Isso porque o conceito do termo não representa necessariamente um volume enorme de equipamentos high-tech – especialmente na fase inicial de aplicação. As mudanças na indústria moveleira passam por transformações mais profundas, que vão desde apresentar novas possibilidades de vendas até elevar a sua capacidade de personalização de produtos.

Quais são as principais tecnologias da Indústria 4.0?

Existem diversas soluções que fazem parte da Indústria 4.0. Algumas, no entanto, são mais conhecidas e abrangem aplicações industriais, como a inteligência artificial e a automação. Confira alguns exemplos:

Big Data (BD)

Essa ferramenta contempla as soluções que coletam e analisam dados relevantes sobre todos os pontos da cadeia produtiva. As informações podem vir de diversas fontes, como redes sociais e softwares de gestão. Com base em dados e análises, o gestor deixa de tomar decisões baseado apenas em “achismos” ou experiências anteriores. Essa solução atinge toda a cadeia: desde o microempreendedor até as grandes fabricantes do setor moveleiro.

Internet das coisas (IoT)

Internet of Things (IoT) significa Internet das Coisas e é um nome dado mundialmente para assuntos que envolvem a conexão via internet entre dispositivos cotidianos, como eletrodomésticos, eletroeletrônicos e máquinas industriais. Com a IoT é possível, por exemplo, controlar o tempo que um determinado componente deve ser exposto na fase de pintura, ou então monitorar a temperatura e a umidade de um ambiente. 

Inteligência Artificial (IA)

Essa tecnologia permite a automatização dos processos de forma ágil e eficiente. Boa parte das tarefas das indústrias já contam com inteligência artificial. Sempre que uma nota fiscal é emitida, por exemplo, é comum observar a atualização imediata dos demais módulos, como o controle de estoque e o sistema de contabilidade. Tudo isso sem nenhuma – ou com pouquíssima – intervenção humana.

E quais são as vantagens da Indústria 4.0 no setor moveleiro?

Redução de custos: a Indústria 4.0 melhora a eficiência financeira em diversos pontos. Por exemplo: a automação diminui o tempo de produção dos itens. Além disso, o controle preciso dos indicadores reduz a ociosidade dos equipamentos e dos colaboradores. Os gastos com matéria-prima também podem ser cortados com o controle exato da produção. 

Aumento da produtividade: o controle dos indicadores em tempo real permite que os gestores e diretores localizem as lacunas de produção em menos tempo. As soluções são mais eficientes e assim é possível produzir mais em menos tempo. 

Mais agilidade: as tarefas manuais que podem ser automatizadas passam a ser feitas com mais agilidade. Serviços que antes duravam horas podem ser finalizados em poucos minutos. A otimização dos dados da cadeia logística melhora a agilidade também da entrega dos produtos.

Desafios da Indústria 4.0 no setor de móveis e madeira

Dentre os desafios da implementação da Indústria 4.0, o principal certamente é o investimento inicial. Em boa parte dos casos, ele pode ser significativo para o caixa da empresa. Por outro lado, as soluções oferecem a possibilidade de aumento da produção com menos recursos, o que gera um retorno do investimento em curto ou médio prazo, então as mudanças podem ser planejadas e executadas de acordo com um bom planejamento financeiro.

Outro desafio é a qualificação da mão de obra. Muitas vezes, as empresas contam com uma boa infraestrutura tecnológica, mas faltam funcionários capacitados para operacionalizar o sistema. Nesses casos, é importante incluir no planejamento financeiro cursos de atualização e capacitação para as equipes.

Fimma e Movelsul juntas em 2022

A Indústria 4.0 no setor moveleiro está sendo amplamente debatida de 14 a 17 de março, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves. A Fimma e a Movelsul acontecem juntas pela primeira vez na história. A cidade é considerada o maior destino enoturístico do Brasil e reunirá toda a cadeia de madeira e móveis no período.

Veja mais informações sobre a Movelsul.

O polo moveleiro de Bento Gonçalves é o principal do país em número de empresas e peças produzidas. Além de Bento, ele envolve os municípios de Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira e Santa Tereza.

Confira mais detalhes sobre a Fimma

Confira aqui outras novidades destinadas aos profissionais do setor de móveis e madeira!

Back To Top