skip to Main Content

Tendências e tecnologias do varejo: o que a NRF 2022 trouxe de lições para o mercado?

A maior feira mundial de varejo, a NRF 2022, ocorre há 112 anos, seja de forma presencial ou virtual. Ela sempre acontece durante a primeira quinzena de janeiro com o intuito de mostrar os erros do ano anterior e prever as tendências do ano que está por vir. A edição de 2021 ocorreu de forma virtual, mostrando o reflexo do mercado varejista em todo o mundo que teve que ser resiliente e se reestruturar para lidar com as sanções da pandemia.

Conversamos com Rafael Guerra, que atua há mais de 20 anos na área de comunicação, eventos e planejamento estratégico, sobre a NRF 2022. Guerra já foi diretor de marketing e vendas da ADVB RS e hoje atua como gestor de marketing e comunicação da CDL de Porto Alegre.

Acelera!

A proposta da NFR desse ano era acelerar o processo de recuperação do mundo depois do impacto negativo que o coronavírus trouxe. “O mundo precisa reagir, a economia precisa reagir, o varejo precisa reagir pois o consumo não está ligado somente ao varejo”, comenta Guerra, que ratifica também que o varejo abrange todos os segmentos de consumo.

O termo acelerar também serviu para as “tendências que viraram pendências”, ou seja, para pendências que por vários motivos não foram executadas, sejam eles econômicos, políticos ou por mudanças comportamentais do público. “Não adianta olhar para o futuro enquanto não se resolve algumas questões básicas. Ao invés de pensar o que eu tenho que fazer agora tenho que pensar o que devo deixar de fazer”, reforçou o gestor.

Novo comportamento do consumidor

O cliente não pode ser simplesmente uma pessoa a ser chamada para dentro da loja: a loja deve ser algo que o cliente queira entrar. Atualmente, você não pode mais criar um produto e colocar ele para venda, esperando que alguém vá até sua loja ou serviço simplesmente obter. Você deve ter um público-alvo e focar nele, já que é dele que sairá suas vendas, ensina Guerra.

“E quando a gente fala de loja, que é o ponto de contato e venda para o consumidor, toda a cadeia ligada à distribuição da loja, ao atacado e até a indústria, é afetada. O consumidor ficou extremamente exigente, temos um poder muito grande em nossas mãos. Queremos as coisas para hoje, pra já, do nosso jeito, o que queremos pagar, da forma que quisermos. A margem de equívoco, a margem de aposta, ficou muito menor por parte do empreendedor”, explica.

Metaverso revolucionará o varejo?

Tecnologia e varejo estão cada vez mais conectados, e o metaverso chegou para fundir de vez as duas áreas. “O que é o metaverso? Ele é um mix de internet com realidade virtual com uma série de possibilidades de interações dos usuários. Onde a gente enxerga o metaverso muito mais tangível? […] Quem possui relação com gamers já consegue ver uma realidade em que os jogadores estão inseridos. Existe um mundo no universo dos games e esse mundo atrai a atenção dos consumidores”.

Guerra comentou que a Geração Alfa, nascida a partir de 2010, possui uma maneira de consumir diferente do que as outras gerações. Isso ocorreu devido ao contato com o digital que tiveram durante a pandemia, onde o toque e o ir até uma loja foi reduzido. “O metaverso como experiência, não como todos os sentidos, ele é justamente a capacidade de criar uma realidade quase paralela dentro de um ambiente virtual, criando todo tipo de experiência possível principalmente ligada ao consumo”.

A verdade é que o metaverso já existe, visto que é o ambiente onde podem ser criadas novas relações entre marcas e consumidores, sejam elas em redes sociais, jogos online ou em um universo paralelo com tecnologia VR. Todas as marcas possuem chance e espaço no metaverso, visto que para se interagir nele, você precisa vestir seu avatar e marcas de roupas, como Ralph Lauren, já conseguiram vender algumas peças de roupas virtuais para usuários da plataforma Zepeto. É questão de tempo para ocorrer cada vez mais inserções e oportunidades para outras marcas e áreas!

É, o futuro chegou. E o metaverso é a prova disso, já que ele foi desenvolvido com pesquisas sobre o que o consumidor queria, como ele queria e quais eram as suas necessidades. A NRF conseguiu, mais uma vez, unir tecnologia e varejo da melhor forma possível.

Fimma e Movelsul juntas em 2022

Outras tendências do varejo estão te esperando na Movelsul 2022, a principal feira de móveis da América Latina, que ocorre do dia 14 até 17 de março. 

Veja mais informações sobre a Movelsul.

Em edição histórica, a feira ocorre juntamente com a Fimma 2022, que é referência em máquinas para a indústria moveleira. Toda a cadeia de madeira e móveis deve se reunir em Bento Gonçalves nos quatro dias de evento. 

Confira mais detalhes sobre a Fimma

Acesse aqui outras novidades destinadas aos profissionais do setor de móveis e madeira!

Back To Top